O QUE É SUCESSO?

Uma das melhores definições sobre sucesso que encontrei é: ter a paz que excede todo entendimento (Filipenses 4.7), estar bem consigo mesmo e ter um coração sincero diante de Deus. Precisamos entender que, o que é sucesso para uns não o é para outros. Para cada um de nós Deus tem um plano, ou seja, nosso sucesso está ligado ao nosso objetivo de vida, e isso, cada um tem o seu. Sucesso não é medido pela posição que se alcança na vida, pela roupa que usa ou o carro que tem, ou ainda o saldo da conta bancária. Sucesso é medido pelos obstáculos que superamos para alcançar aquilo que Deus sonhou para nós e aquilo que desejamos!

Então, diante disso, precisamos entender e estar em paz em nossos corações sabendo que não iremos acertar sempre ou conseguir tudo o que queremos. Não podemos ser filhos “mimados” de Deus! Pensamentos do tipo “Eu não posso errar” tem paralisado muita gente. Errar faz parte do processo de crescimento do ser humano. Quando houver um erro, não podemos parar no meio do caminho e desistir de crescer. Devemos desejar ser GRANDE igual ao nosso Pai que está nos Céus. Tal Pai, tal filho! Deus nos fez para crescer. Está em nosso DNA tanto natural, quanto espiritual. Note o que diz Gênesis 1.28: “... multiplicai-vos...”.

A multiplicação descrita em Gênesis não é apenas no sentido de filhos, mas também no sentido de objetivos, propósitos e sonhos. Vamos olhar melhor o versículo na íntegra? Vejamos:

“E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra”.
Gênesis 1.28

Diante do que está escrito em Gênesis 1.28, podemos fazer a seguinte comparação:

Frutificai: Crescimento Espiritual – João 15.8 e 16. Deus deseja nosso crescimento espiritual em relacionamento com Ele e esse relacionamento dará frutos levando outras pessoas a terem o mesmo caminho e relacionamento com Deus.

Multiplicai-vos: Crescimento da Humanidade – Crescimento Familiar. A Família é a base de todo e verdadeiro sucesso. Nenhum sucesso na vida vale a pena se a família estiver destruída.

Sujeitai a Terra: Crescimento Material ou humano (chame como quiser). Pode ser entendido como crescimento acadêmico, profissional ou financeiro. Também é da vontade de Deus que possamos desfrutar das coisas boas desta terra! Olhe o que a Bíblia nos diz sobre este tipo de crescimento: “Se vocês estiverem dispostos a obedecer, comerão os melhores frutos desta terra”;
Isaías 1.19

“Amo os que me amam, e quem me procura me encontra. Comigo estão riquezas e honra, prosperidade e justiça duradouras”.
Provérbios 8:17-18

“Ando pelo caminho da retidão, pelas veredas da justiça, concedendo riqueza aos que me amam e enchendo os seus tesouros”.
Provérbios 8.20-21

“Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos”.
Provérbios 16.3

Deus deseja o nosso crescimento e sucesso assim como Ele é um Deus de sucesso e Grande. Ele nos fez e nos criou com esse propósito, o de sermos iguais a Ele. Tal Pai, tal filho! É fundamental que você saiba que Deus já lhe concedeu forças para a sua trajetória de vida e por meio desses recursos, espera ver você desfrutar de tudo o que Ele já te deu. A Bíblia nos mostra Deus como um Pai apaixonado por seus filhos, que nos dotou de ricas habilidades para sermos canais do seu Reino de paz, justiça e alegria. Portanto creia que você é capaz, porque você é herdeiro de Deus e co-herdeiro de Cristo.

O QUE HERDAMOS DO PAI?

Herdamos todas as promessas que nos conduzem a felicidade de sermos seus filhos, começando com a salvação da alma, passando pela obra de regeneração e filiação eterna, que é a obra que nos coloca na família de Deus – e, para isso, fomos criados para sermos iguais a Jesus tanto em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens (Lucas 2.52) – e por fim, a nossa glorificação nos céus.

Herdar as mesmas coisas que Jesus herdou é deleitar-se nos privilégios que antes eram destinados somente ao único filho de Deus. Em João 3.16, lemos Jesus como o único ser digno de ser chamado Filho de Deus, mas em Romanos 8.29-30, somos informados que agora com sua obra consumada, Cristo está posicionado como o Primogênito, ou seja, o primeiro e o maior entre muitos irmãos.

Em outras palavras, Jesus nos abriu um caminho pelo seu corpo para podermos deitar no colo do Pai, receber seu amparo e ter toda a liberdade que somente a Ele era permitido ter. A obra da cruz legalizou todo o processo de adoção de milhões de pessoas que por causa de seus pecados estavam separados da perfeita plenitude da divindade. Por isso, o autor de Hebreus nos revela que Cristo não se envergonha de nos chamar de irmãos e que pela sua graça conduziu muitos filhos ao coração do Pai! Hebreus 2.11.

A obra da cruz iluminou o caminho para a porta do quarto do pai. Antes os profetas, os sacerdotes e os levitas poderiam apenas assentar com o Pai na sala de estar, mas hoje como filhos e amigos entramos no reino do Pai já deitando na sua cama e podendo, mediante isso, ouvir seus segredos e vivenciar a intensidade do seu amor paternal.

Agora, como filho de Deus, acredite que o seu poderoso Pai viabiliza os caminhos para que o seu crescimento e sucesso seja uma realidade! Quando a Palavra nos orienta a entregarmos nossos caminhos ao Senhor para que Ele realize nossos desejos (Salmos 37.4-5), não é uma conclamação a barganha ou qualquer tipo de troca de favores, mas sim, para que Ele, o Deus El-Shadday (que significa o Deus que é Todo Suficiente ou Poderoso, aquele que nos amamenta ou alimenta) faça o que somente Ele pode e quer fazer por nós.

Vemos uma verdade revelada quando meditamos na cruz de Cristo: A alegria e satisfação do Pai estão nas realizações dos seus filhos. Não podemos aceitar qualquer sentimento de inferioridade. Somos filhos valiosos, custamos o preço do sangue mais caro do universo: O sangue de Jesus Cristo!

Trecho retirado do livro Tal Pai, tal filho.