MUDE SUAS SEMENTES. MUDE SUA HISTÓRIA!

Mateus 12:33-37. Se quiser mudar a sua história, mude as suas sementes e tudo isso está ligado ao que cremos e às palavras que falamos. Vamos analisar este texto da Palavra para vermos como podemos viver e mudar nossa realidade.

NOSSAS CRENÇAS PRODUZIRÃO SEMENTES (v. 34 e 35)
Palavras são sementes. Como você pode dizer coisas boas se você é mau? Impossível. O que Jesus está dizendo é: Como isso pode acontecer? Não tem como. As palavras dos Fariseus eram más.


As palavras expressam o que está no coração (v. 34a). As palavras dos fariseus só confirmava a maldade dentro deles. É no homem interior que guardamos nossas crenças e é de lá que pegamos nossas sementes (v. 35). Jesus conhece nosso interior (v. 25a).

Para produzir boas palavras (sementes), precisamos mudar o que está por dentro, nossas crenças. Como mudar as crenças? A palavra “bom” no v. 35 significa “aquele que se origina de Deus e é fortalecido por Ele, bom por natureza” e “mau” significa “cheio de dor, agonia, aquele que sempre escolhe e vai com o mau”. Para mudar as sementes é preciso se render a Jesus constantemente e permitir que o Espírito Santo nos guie através da verdadeira palavra.

O que as palavras têm a ver com o que cremos? Os vs. 36 e 37 nos mostram isso. Toda palavra ociosa (infrutífera) nós vamos ter que arcar com ela. No v. 37 diz que por nossas palavras somos justificados diante de Deus ou condenados. Mas a Palavra de Deus nos diz que é Cristo que nos justifica (Romanos 8:33-34). Como entender então? Nossas palavras mostram em Quem e no que nós cremos (v. 28). Se cremos em Jesus, falaremos, andaremos e viveremos como Ele (v. 30).

VIVEMOS O QUE PLANTAMOS (DIZEMOS) (v. 33).
Este não é um texto para julgar os outros, mas sim para fazer uma análise de nós mesmos (v. 36 e 37) e decidirmos o queremos viver. Jesus está dizendo: Plantem árvores boas e assim produzirão frutos bons. Se quiser viver coisas boas, deve-se plantar uma boa árvore e cuidar para que ela dê bons frutos. O v. 34 não é uma expressão de espanto, mas sim um alerta: Não se pode viver e produzir coisas boas se eu mesmo planto ou semeio coisas ruins.

Devemos semear (falar do fundo do coração com honestidade e sinceridade) aquilo que queremos viver (Isaías 55:11).

Nenhum comentário:

Postar um comentário